domingo, 12 de maio de 2013

Centro Cultural de Belém

3 comentários:

  1. Não tenho conhecimentos que me permitam comentar as técnicas utilizadas.Por isso, olho e digo: que linda foto!. O contraste luz/sombra é uma característica que aplica maravilhosamente.
    A entrada para a cultura é estreita, mas é de enorme luminosidade!

    ResponderEliminar
  2. Obrigado :)
    É necessário ter uma máquina que permita controlar a abertura do diafragma e a velocidade de disparo. Neste caso, a ideia é ter uma abertura muito pequena para dar a máxima profundidade de campo. A profundidade de campo é o intervalo entre as distâncias mínima e máxima em que os objectos estão focados. Se a abertura é pequena, é necessário compensar com uma velocidade mais baixa (e/ou uma sensibilidade ISO maior para as máquinas que o permitem) para deixar entrar mais luz.
    Todas as máquinas Reflex, como é o caso da minha, perimitem jogar com estes factores.

    ResponderEliminar
  3. Note que, em fotografia, uma abertura pequena é representada por números grandes. Assim, por exemplo, f22 corresponde a uma abertura do diafragma muito menor do que f5...

    ResponderEliminar